sexta-feira, 3 de maio de 2013

Sem sair do meu lugar




Sem Sair do meu lugar
(Débora Acácio 19/04/2013)

Fico aqui lendo,
Na escrita de outras mãos
Eu sinto o beijo que não aconteceu
Molhar meus lábios
Sinto as mãos que nunca me tocaram
Afagar meus cabelos
Sinto o coração que nunca existiu
Descompassar o meu

Vejo a flor de alguma cor
Que nunca vi desabrochar diante de mim
Vejo a mulher que nunca fui
Em mim nascer
Vejo o homem que desejo e um dia espero
Falecer dentro da esperança

Sem sair do meu lugar
Sinto de um tudo que minhas
Mãos nunca tocaram
Ouço canções que os acordes
Ainda nem se casaram com
As composições

Sem sair do meu lugar
Chego quase sem querer
A qualquer outro lugar

7 comentários:

  1. Respostas
    1. Lindo!
      É aquela maravilha lá no seu blog.
      Você escreve maravilhosamente bem, parabéns
      Bjs
      Debby :)

      Excluir
  2. Quantas viagens podemos fazer dentro de um livro? E quantos livros?

    Viajar com livros é viajar dentro da viagem.

    :)

    ResponderExcluir
  3. Debby, passa na nossa lojinha
    http://loja.bonifrati.com.br/category/61578/dia-dos-namorados
    Se não encontrar lá o boneco do jeito que pensou, escreve pra gente! contato@bonifrati.com.br

    ResponderExcluir

  4. Oi Debby,

    Que poesia mais linda!
    Um livro nos mostra o mundo, nos desperta para emoções incríveis e nos faz alçar belos voos. E tudo isso sem sair do lugar.

    Inspiração encantadora.

    Também adorei a música.

    Beijo.

    ResponderExcluir
  5. Olá, querida Debby
    Com a imaginação galgamos alturas...
    sem sairmos do lugar, como vc bem disse!!!
    Seja muito abençoada e feliz!!!
    Bjm de paz e bem

    ResponderExcluir

Entre, sente, leia e viva a poesia...
Desde já agradecendo o doce carinho de seu comentário
Debby :)