terça-feira, 23 de outubro de 2012

Instante


Instante
(Débora Acácio 13/10/2012)

Aconteceu assim
Não de repente
Mas, lentamente
E me deixei fluir

Fluir mais profundo
Mergulhando dentro de mim
Encontrando com meu silêncio
Me escutei

Ouvindo

Cada barulho
Cada ruido
E tudo ganhou
Um novo sentido

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Sentir






Sentir
( Débora Acácio 13/10/2012)

A gaivota voando
Plainando rasante pelo mar
Meu olhar fixo em algum
Ponto distante
Lá, no horizonte

A brisa fresca
Enrosca meus cabelos
Alinhando meus pensamentos
A natureza respondendo
Aos meus questionamentos

A gaivota baila
Brincando com o equilibrio
Observo a mágica existente
Na natureza ao meu redor

Fecho os olhos
Meus pulmões sentem
Calmamente, lentamente
Cada porção de ar que me ventila
É quando agradeço a Deus
por este momento de
Encantamento

Ontem a noite


Ontem a noite
(Débora Acácio 19/10/2012)

Ontem a noite
A sua voz arrepiou meu corpo
O seu timbre estremeceu minha alma
A minha imaginação aumentou meu tesão
E te amei com toda minha paixão

Ontem a noite
Deixei sentir o toque suave de suas mãos
O gosto gostoso, molhado e demorado de seus beijos
O arrepio de prazer de sentir você em mim
De me sentir em você

Ontem a noite
Alguma coisa de você
Mesmo longe, mesmo distante
Ficou marcado em mim

Não sei se foi o beijo tão esperado
O abraço apertado
Ou a vontade de te ter ali ao meu lado

segunda-feira, 1 de outubro de 2012