sexta-feira, 11 de maio de 2012


Escrevo
( Débora Acácio 11/05/2012)

Escrevo
Meus sentimentos para extravasar
Todo sentimento que grita em meu silêncio
Toda palavra que ecoa em meus cômodos vazios

Escrevo
Minhas emoções para deixar marcas
Em algum lugar das minhas sensações..
Procurando encontrar em um soneto de mim
Explicação plausível para meus momentos de loucuras
Buscando em minhas rimas
Ilusões para aquecer minhas paixões

Escrevo
Alguns momentos para me perder
Outros procuro me conter
Alguns outros momentos
Em poucas palavras procuro me achar
Me abraçar, me tocar.... me estancar.

Escrevo
As vezes com sentindo
Outras sem sentindo algum
É quando vou traduzindo
Gradativamente algo que as vezes não entendo,
Não comprendo mas disserto cada detalhe
Cada minúncia tudo que estou sentindo.

Escrevo
E vou me decompondo em cada frase
Em cada rima, em cada palavra
Buscando na magia da poesia
Uma nova composição
para minha alma e interna anatomia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre, sente, leia e viva a poesia...
Desde já agradecendo o doce carinho de seu comentário
Debby :)