quarta-feira, 6 de junho de 2012

Mal Acostumada





Mal Acostumada
(Débora Acácio 05/06/2012)


É como estou ficando
É como estás me deixando
É como de nós estou gostando

E quando somes
Um pequeno desespero me consome
E quando sua voz se cala
O meu ouvido ansiosamente te cata

Gostaria sim
Que o mundo parasse
Que o tempo congelasse
E tudo isso pela eternidade
Perpertuasse

2 comentários:

  1. Hoje vc esta aqui:
    http://amizademarcia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcia
      Fui lá.. e agradeci imensamente pelo carinho.

      Bjs e um excelente final de semana
      Debby

      Excluir

Entre, sente, leia e viva a poesia...
Desde já agradecendo o doce carinho de seu comentário
Debby :)