quarta-feira, 20 de junho de 2012

Não precisa acreditar


Não precisa acreditar
( Débora Acácio 05/03/2012)
 

Não!
Não precisa acreditar
Em nada que eu fale
Em nada do que minhas poesias te escrevem
Em nada do que meu silêncio grite
Ou que meus gritos calem.
 
Não!
Não precisa acreditar
A te nada preciso provar.
Bastando a mim, em meu coração acreditar
Em meus sonhos insistir em não acordar
Em meus olhos quando enxergam tua retina
Nas estrelas que se perdem no céu infinito
 

Não!
Não precisa acreditar
Bastando a mim sentir
Todo esse misto de mágia e mistério
Que me toca, preenche o vazio
E me aquece no frio
Quando te tenho por inteiro
Por completo em meus pensamentos
 

Não!
Não precisa acreditar
As gotas de chuva estão ai para provar
Que não adianta o homem em nada insistir
Se Deus não quiser que seja assim
Você é meu ultimo
E será sempre meu primeiro e único amor.
 
Não!
Não precisa acreditar!

4 comentários:

  1. Linda...lindo poetar!Amei!Beijos no coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Marcinha...
      Obrigada pelo carinho e pela visita.

      Bjs
      Debby :)

      Excluir
  2. Debby,
    Como não acreditar quando o coração solta tão lindas afirmações?
    Lindo demais, Debby, parabéns!
    Grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Manuela que maravilha te ler aqui..
      Sinta-se a vontade.

      Obrigada pela visita
      Debby :)

      Excluir

Entre, sente, leia e viva a poesia...
Desde já agradecendo o doce carinho de seu comentário
Debby :)