quarta-feira, 25 de abril de 2012



Ainda quero
(Débora Acácio 11/02/2011)

Ainda quero
Tudo de bom que
por algum motivo
o relógio da vida me furtou
Ainda quero
Viver e ver em você
todo o romantismo
Que por algum motivo
Você se proibiu, não se permitiu
Ainda quero
Ter o poder de me teletransportar
De poder voar
Na minha estrela sentar
E lá de cima aqui para baixo olhar
E Mergulhar...
Na amplidão
...
Emergir
Muito mais do que querer
Ainda quero
Poder
...
Ainda quero!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre, sente, leia e viva a poesia...
Desde já agradecendo o doce carinho de seu comentário
Debby :)