segunda-feira, 23 de abril de 2012


Amar é
( Débora Acácio 17/02/2010)
 

é quando você sente que o beijo é maior que as duas bocas....
que o abraço é maior que os dois braços.....
que o corpo é maior que o entrelace de dois corpos nus
que passa a exergar o belo  no improviso para correr todo e qualquer risco
vê a beleza na retina do universo no reflexo do outro olhar e
na luz que reflete o seu proprio olhar...

É quando você entende que a entrega
é muito mais que se entregar
é ao outro no possuir
deixar ele se, e te descobrir
E na cumplicidade da afetividade
No entrelaçar da emoção
No calor da comoção
Dar vazão a verdade do tesão
do querer...
e fazer amor pra valer..
com a pessoa que você
escolheu para eternizer aquele momento
único, raro e talvez esperado por uma vida
toda dentro de você!!!
 
É quando você quer respirar
e todo ar que existe no mundo
ainda é pouco....
É quando você quer gritar para
o mundo que ama!!
E ao mesmo tempo sente que é
o próprio mundo e que
você e o outro sabendo, já
basta e isso é tudo..
 
É quando um dia sem ver...
Sem tocar...sem ouvir...
Tem tamanho, sabor..
E sensação do eterno!
 
É quando a distância..
Se encurta a cada dia
a cada hora com o escrever
de uma poesia...
Com o lembrar ao ouvir,
Aquela música!
É querer ser a própria
música para o outro escutar
sem cansar.
É pedir permissão para o outro
amar em cada olhar...
em cada gesto..
em cada toque..
em cada riso ...
ainda que uma eternidade
esteja entre os dois subentendida
nos empeçilhos, nos caminhos
pela vida a serem separadamente seguidos
 
É quando um eu deixa de existir
aos poucos e gradativamente...
Na elegância sempre constante do
verdadeiro ato de amar
Passa a ser chamado de nós
Ainda que a solidão seja de um só
 

*** É como diz as palavras de Herbert Viana
que tatuaram a minha memória
 
Saber amar é saber deixar alguém te amar!!!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Entre, sente, leia e viva a poesia...
Desde já agradecendo o doce carinho de seu comentário
Debby :)