segunda-feira, 16 de abril de 2012

Não preciso de palavras



Não preciso de palvras
( Débora Acácio 13/04/2012)

Não!
Não preciso de muitas palavras
Para falar, para gritar
Para me fazer ver..
Para explicar o que quero viver

Não!
Não preciso de muitas palavras
Ao dizer: "Amo você"
Pois posso te amar docemente,
verdadeiramente
E você nunca notar
Por mais que minhas linhas te cheguem
Assiduamente, ardentemente

Posso sim
Dizer que te quero
Sem palavras e tão somente
Num gesto.
Num sorriso
Num abraço amigo
Te deixar explicito
O quanto mexes comigo

Posso sim
Dizer sim, dizer não
Com o toque das mãos
Regando seu coração
Com toda minha emoção

Mas algumas vezes
Palavras tenho que pronunciar
Porque meu sentimento,
Meu tormento
A dor ou alegria do momento
Não querem calar
Mas ainda assim,
Faz-se imprescindível a mim
Meu coração escutar

Um comentário:

  1. belo texto

    beijos


    Dri Viaro
    www.driviaro.com.br
    www.ameliasdesalto.com
    www.ateliefesteiro.blogspot.com

    ResponderExcluir

Entre, sente, leia e viva a poesia...
Desde já agradecendo o doce carinho de seu comentário
Debby :)